Month: agosto 2018

Verdadeiramente livre

Olaudah Equiano (1745–96) tinha apenas 11 anos ao ser sequestrado e vendido como escravo. Ele foi levado da África Ocidental às Índias Ocidentais, de lá para a colônia de Virgina e, depois, Inglaterra. Aos 20 anos, comprou sua própria liberdade, ainda carregando as cicatrizes emocionais e físicas do tratamento desumano que havia sofrido.

Moldando seus pensamentos

Quando Marshall McLuhan disse “o meio é a mensagem”, em 1964, não tínhamos computadores pessoais, celulares e internet. Hoje entendemos sua antevisão de como o nosso pensamento é influenciado na era digital. No livro The Shallows: What the Internet Is Doing to Our Brains (Os superficiais: O que a internet está fazendo aos nossos cérebros), Nicholas Carr escreve: “[A mídia] fornece o substrato do pensamento, mas também molda esse processo. E o que a internet parece estar fazendo é diminuir minha capacidade de concentração e contemplação. Quer eu esteja on-line ou não, agora minha mente espera absorver informação do modo como a internet a distribui: numa rápida torrente de partículas.”

A viagem definitiva

A Estrada Nacional 5 de Madagascar oferece a beleza de uma costa com areia branca, bosques de palmeiras e o Oceano Índico. Mas, com seus 200 km de pista única, rochas, areia e lama, ela é uma das piores estradas do mundo. Turistas em busca de vistas deslumbrantes precisam de um veículo com tração nas quatro rodas, um motorista experiente e um mecânico a bordo.

Dando um nome a Deus

Em seu livro O Deus que eu não entendo (Ultimato, 2011) Christopher Wright observa que uma pessoa improvável é uma das primeiras a dar um nome a Deus. É Agar!

O porta-voz de Deus

Com os nervos à flor da pele, esperei o telefone tocar e a entrevista de rádio começar. Eu imaginava que perguntas o locutor faria e como eu responderia. “Senhor, eu sou muito melhor em papel”, orei. “Mas suponho ser o mesmo caso de Moisés — preciso confiar que me darás as palavras a dizer.”

Vida honrosa

Num famoso discurso, um respeitado líder e estadista chamou a atenção de sua nação ao declarar que a maioria dos Membros do Parlamento (MPs) de seu país era bastante desonrosa. Citando corrupção, atitudes pomposas, linguajar chulo e outros vícios, ele os repreendeu e os exortou a se corrigirem. Como esperado, eles não aceitaram bem os comentários e o criticaram.