…ele nos fez nascer de novo, […] Agora temos uma viva esperança e uma herança imperecível, pura e imaculada, que não muda nem se deteriora, guardada para vocês no céu. —1 Pedro 1.3,4

Fiquei cada vez mais boquiaberta ao olhar o documento em minhas mãos. O fato de meu tio-avô ter me incluído em seu testamento não me surpreendeu, afinal de contas, ele não tinha filho e fora sempre próximo de minha família. O que me chocou completamente era a quantia de minha herança! Não tínhamos ideia de que esse homem era tão rico! Minha mente apressou-se em fazer planos: meu marido pediria demissão do emprego, compraríamos uma casa nova, ajudaríamos os filhos, viajaríamos com a família. Esse dinheiro mudaria nosso modo de viver, mas de repente o telefone tocou e eu acordei.

A passagem bíblica de hoje menciona outra herança surpreendente, mas esta não era só um sonho. Depois de suportar a devastadora perda de seus filhos e todos os seus bens, Jó foi abençoado por Deus em seus dias futuros. Mais dez filhos nasceram, incluindo três filhas, descritas como as mais formosas da região. Em uma época em que as mulheres normalmente não recebiam uma herança, Jó incluiu Jemima, Quézia e Quéren-Hapuque em seu testamento com seus filhos. Essas mulheres devem ter se sentido valorizadas ao saberem que seu pai as amava o sufi ciente para ir contra a norma social e prover generosamente para o futuro delas.

As filhas de Deus também têm uma herança admirável. O fato de um Deus perfeito um dia compartilhar Sua casa e riqueza com mulheres imperfeitas é incrível, mas, quando nos tornamos Suas filhas adotadas por meio da nossa fé em Jesus, Ele nos promete um futuro maravilhoso que vai muito além de tudo com o que poderíamos sonhar. O conhecimento de que temos um Pai que nos ama tanto a ponto de enviar Seu Filho para morrer e garantir o nosso futuro deveria nos fazer sentirmos especiais e valorizadas. E isso deveria mudar o modo como vivemos agora.