A academia do bairro onde me exercitei por anos fechou no mês passado, e eu precisei procurar outra. O antigo local era agradável e aconchegante, frequentado por aqueles que gostavam de socializar enquanto malhavam. Nós quase nunca nos esforçávamos. A nova academia tem aparelhos de última geração, é cheia de homens e mulheres sérios, comprometidos em alcançar um corpo escultural. Porém, eu os vejo como pessoas tensas e cansadas. Eles aparentam ser fortes, mas me questiono se o coração deles está se fortalecendo com graça.

O coração é um músculo — aquele que mantém os outros músculos funcionando. É bom modelar e tonificar os outros músculos, mas o essencial é fazer aquilo que mantém o coração forte.

Acontece o mesmo com o nosso coração espiritual. Fortalecemos e tonificamos o coração por meio da Palavra da verdade ao receber sua mensagem de bondade e graça de Deus. Manter o nosso coração espiritual forte e saudável deve ser a nossa máxima prioridade — acima de todas as outras.

Paulo concordaria: “…Exercita-te, pessoalmente, na piedade. Pois o exercício físico para pouco é proveitoso, mas a piedade para tudo é proveitosa, porque tem a promessa da vida que agora é e da que há de ser” (1 Timóteo 4:7,8).