James Oglethorpe (1696–1785) foi um general britânico e membro do Parlamento, que teve a visão de uma grande cidade. Encarregado de estabelecer o estado da Geórgia na América do Norte, ele planejou a cidade de Savannah segundo aquela visão. Projetou uma série de quadrados, cada qual com um espaço verde e áreas designadas para igrejas e lojas, com o restante reservado para habitação. O pensamento visionário de Oglethorpe é visto hoje numa cidade bonita e bem organizada, considerada uma joia do sul dos EUA.

Em Apocalipse 21, João recebeu a visão de uma cidade diferente — a Nova Jerusalém. O que ele disse acerca dessa cidade se referia menos à sua concepção e mais ao caráter de quem estava lá. Ao descrever nosso lar eterno, escreveu: “Eis o tabernáculo de Deus com os homens. Deus habitará com eles…” (v.3). E, devido a quem estava lá — o próprio Deus — esse lugar de habitação seria notável pelo que não estava lá. Citando Isaías 25: 8, João escreveu: “[Ele] lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá…” (v.4).

Não haverá mais morte! Nem “luto, nem pranto, nem dor”. Toda a nossa dor será substituída pela maravilhosa e curativa presença do Deus do universo. Esse é o lar que Jesus está preparando para todos os que se voltam a Ele para obter perdão.