Após receber o seu segundo Oscar, o ator Denzel Washington falou à sua família: “Eu disse a vocês que se eu perdesse nesta noite, iríamos para casa celebrar. E se ganhasse, faríamos o mesmo.” O ator, que é cristão, confiou em Deus tanto nas bênçãos quanto nas decepções.

Um casal cristão que conheço se inspirou nele e seguiu o seu exemplo. A mulher estava se candidatando para um “emprego dos sonhos”, que acabara de surgir na empresa onde ela trabalhava. A entrevista fora boa, mas ela sabia que talvez não conseguisse aquela promoção. O seu marido sugeriu: “Vamos fazer reservas em nosso restaurante favorito, nesta sexta-feira, para festejar — qualquer que seja o resultado.”

Pouco depois, receberam a notícia de que a vaga fora dada para outra pessoa. Mas, na sexta-feira, o casal desapontado celebrou mesmo assim. Enquanto desfrutavam de uma deliciosa comida, puderam contar as bênçãos e renovar a sua fé no Deus que tem em Suas mãos as oportunidades do amanhã.

Quando o salmista contou as suas bênçãos, foi reerguido do seu desespero e louvou a Deus, dizendo: “Converteste o meu pranto em folguedos…” (Salmo 30:11).

Você está enfrentando alguma situação na qual poderia ser desapontado? Por que não programar uma celebração para contar as suas bênçãos, qualquer que seja o resultado?