SANTIDADE NA PÓS-MODERNIDADE

Um dos grandes desafios do jovem cristão, na universidade ou fora dela, é sobreviver ao dualismo que existe entre a sincera vontade de viver em santidade diante de Deus e o apelo para satisfazer o próprio corpo, em uma sociedade que supervaloriza, incentiva e glamouriza o pecado. Continuar fiel às Escrituras e ainda ser relevante na sociedade pós-moderna é uma questão crucial para todas as gerações de cristãos ao longo da história. Contudo, parece que isso é ainda mais pertinente para aqueles que nasceram depois da Revolução Digital. O acesso ao pecado está a um clique de distância e é um perigo enfrentado, infelizmente, cada vez mais cedo na vida desta geração! No devocional de hoje, conversaremos sobre o conceito de santidade e veremos formas práticas para se proteger contra o pecado.

 

ONDE ENCONTRAR NA BÍBLIA?              

LEVÍTICO 20:26

Sejam santos, pois eu, o Senhor, sou santo. Separei-os de todos os outros povos para serem                                         meus.

ROMANOS 7:22-23

Amo a lei de Deus de todo o coração. Contudo, há outra lei dentro de mim que está em guerra com minha mente e me torna escravo do pecado que permanece dentro de mim.

1 TESSALONICENSES 4:4

Cada um deve aprender a controlar o próprio corpo e assim viver em santidade e honra.

FALANDO SOBRE O ASSUNTO

É possível perceber a preocupação de grandes teólogos, ao longo dos últimos séculos, com o tema da santidade. Para exemplificar, podemos citar J. C. Ryle, no século 19, R. C. Proul, no século 20 e John Webster no século 21, entre outros. Livros excelentes foram escritos a respeito desse assunto, no decorrer da história da Igreja. Logo, vale a pena perceber o aumento de publicações sobre temas específicos, pois isso nos auxilia a compreender as necessidades e prioridades que a Igreja Cristã apresenta, ou apresentou, em determinadas épocas. Geralmente, o tema santidade é sempre abordado a partir do ponto de vista da vida prática — o que é permitido e o que não se deve fazer — a fim de se ter uma vida santa diante de Deus. Embora seja relevante observar tais coisas, manter uma lista do que é proibido não basta para garantir a constância de santidade. A partir dos textos bíblicos selecionados a seguir, podemos aprofundar um pouco mais essa questão.

A santidade nos aproxima de Deus

Sejam santos, pois eu, o Senhor, sou santo. Separei-os de todos os outros povos para serem meus. (Levítico 20:26)

O Pentateuco apresenta o Deus Santo que separou um povo específico (Israel) para si e ofereceu a eles um estilo de vida diferenciado (ser santo). O propósito disso era aproximar o povo do Deus Único e Todo-poderoso, estabelecendo assim o relacionamento íntimo entre Deus e Seu povo. Neste sentido, o viver pautado pela santidade, nos aproxima de Deus e de Seu caráter. Por esta razão, a santidade deve ser o objetivo crucial na vida de cada cristão, visto que ela tem relação direta com a nossa identidade e com conhecer o nosso propósito durante nossa jornada na Terra.No final do século 6 a.C., a pólis de Atenas introduziu uma nova forma de governo, a democracia, e em 594 a.C. Sólon permitiu que todos os cidadãos atenienses partuma proposta para trabalhar em outra cidade? Graças sejam dadas a Deus, pois até mesmo escolhas erradas cooperam para o bem do objetivo primordial (ROMANOS 8:28-29).

A santidade precisa ser racionalizada

Amo a lei de Deus de todo o coração. Contudo, há outra lei dentro de mim que está em guerra com minha mente e me torna escravo do pecado que permanece dentro de mim. (Romanos 7:22-23)

 A escolha pela santidade conduz a um caminho que gera maturidade espiritual, que, por sua vez, gera autocontrole e, com isso, o tão esperado crescimento espiritual. A santidade deve ser o meio natural que o cristão precisa adotar em seu dia a dia, para usufruir de uma vida bem-sucedida espiritualmente. Por outro lado, ao se escolher o pecado, este o levará a alimentar a natureza carnal que habita em cada ser humano. Quanto mais a natureza carnal é alimentada, a partir da satisfação momentânea que o pecado oferece, tanto mais ela controlará o pensamento e as emoções do indivíduo, exatamente como indicado por Paulo nesse versículo. A partir deste ensino do apóstolo, é possível compreender que todos os cristãos estão sujeitos a enfrentar os mesmos desafios. A natureza carnal não é extinta com o novo nascimento em Cristo, mas pode ser mortificada e controlada pelo habitar do Espírito em nós, já que Ele nos auxilia a nos afastarmos do pecado, a nos rendermos por inteiro a Deus e a vivermos em santidade.

A santidade exige esforço

Cada um deve aprender a controlar o próprio corpo e assim viver em santidade e honra. 1 Tessalonicenses 4:4

Para concluir, a santidade é algo que precisa primeiro ser gerado na mente cristã pelo Espírito, a fim de que se entenda o poder destrutivo do pecado, quando se cede a ele, e os benefícios de se ter uma vida pautada pela santidade ao seguir os passos de Cristo na Terra. Sem essa compreensão, estaremos fadados a perder a guerra contra o pecado que é travada diariamente em nosso interior. Com essa realidade em mente, é possível entender o conselho de Paulo à igreja de Tessalônica. Andar no Espírito e aprender a controlar o próprio corpo para viver em santidade só é possível para quem compreendeu a gravidade do dano causado pelo pecado. De fato, a santidade exige um esforço diário, contudo, traz uma recompensa eterna!



 

QUESTÕES PARA DEBATE

1- Quais são as práticas que você adotará hoje para viver o estilo de vida da santidade?

2- Com relação ao pecado, o que você precisa deixar de praticar a fim de se aproximar de Deus?

3- Faça uma lista com duas colunas. Em uma escreva as práticas que o ajudam a se aproximar da santidade bíblica e, na outra, os pecados que o afastam dela.

 

 

ORAÇÃO

Senhor Deus e nosso Pai, oramos para que neste dia, pelo Teu Santo Espírito, Tu fortaleças os Teus filhos e ajudes aqueles que têm lutado sinceramente contra o pecado na própria vida. Concede-nos perseverança e persistência para nos levantarmos a cada queda e prosseguirmos na jornada que nos leva à santidade. Em nome de Jesus. Amém!

Eduardo Medeiros

Faculdade Teológica Betânia / Parábolas Geek — Pastor da IEQ