Seja verdadeiro. Algumas vezes temos boas intenções, mas negligenciamos uma reflexão bem-feita. Recentemente, uma amiga do Facebook postou uma destas histórias chocantes demais para ser verdade. Então decidi checar. Com uma rápida busca no Google descobri que a história que ela tinha compartilhado vinha circulando em versões diferentes desde 1998 e era completamente falsa.

A história colocava de maneira negativa uma pessoa de outra religião. Porém, o incidente nunca havia ocorrido. Esta mulher bem-intencionada estava espalhando uma mentira. Então por que ela a postou? Talvez ela tenha sido enganada; talvez quisesse acreditar. Simplesmente não sabemos.

Mas podemos dizer que a história não deveria ter sido compartilhada.

Por que histórias como esta têm ampla circulação via mídias sociais? Pode ser porque frequentemente usamos as redes sociais para expor uma ideia, não para buscar ou representar a verdade. Infelizmente, a verdade algumas vezes acaba ficando em segundo plano, vindo depois daquilo que desejamos dizer.

Em João 14:6, Jesus diz a Seus seguidores que a verdade não está enraizada em ideologias ou proposições, mas nele mesmo! “…Eu sou o caminho, e a verdade , e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.”

Então, antes de postar é fundamental refletir. Compreendo como queremos compartilhar algo que precisa ser informado para o mundo, que aquele conteúdo é único e precisa ser passado adiante. Mas preste atenção, pode ser mentira!

Jesus ensinou que o problema mais profundo por trás de palavras é um coração assassino. Jesus não veio para simplesmente nos impedir de matar, cometer adultério ou buscar vingança. Ele veio resgatar todas as partes que nos compõem — para curar corações assassinos, adúlteros e vingativos; e, portanto, Ele precisa confrontar a fonte de nossos comportamentos destrutivos.

Vamos analisar novamente a conversa de Jesus com os fariseus em Mateus 12. Jesus respondeu: “Digo-vos que de toda palavra frívola que proferirem os homens, dela darão conta no Dia do Juízo; porque, pelas tuas palavras, serás justificado e, pelas tuas palavras, serás condenado” (vv.36,37).

Que palavras eu uso quando posto ou compartilho uma informação? O que minhas palavras revelam sobre o meu coração? E que responsabilidade eu tenho com outros quando compartilho certa imagem ou faço certo comentário? Analisemos alguns princípios essenciais e saudáveis que devemos considerar antes de postarmos algo.

Seja sábio: O que pode ser senso comum, óbvio, engraçado ou útil para nós pode ser assustador, rude, ofensivo ou confuso para outra pessoa. A sabedoria pode nos ajudar a solucionar a tensão entre ser sagaz e, ao mesmo tempo, inofensivo ao nos comunicarmos nas redes sociais.

Seja dócil: Desacordos não são algo novo. O que parece ser novo em nossos desacordos é a hostilidade, o modo público como ocorrem e as imediações em que ocorrem.

Seja amável: Quando Jesus deu a Seus seguidores o novo mandamento do amor, Ele não estava acrescentando mais uma regra à longa lista das leis do Antigo Testamento. Na verdade, estava nos pedindo que expressássemos o coração de Deus aos outros (João 13:34,35).

Como está seu coração?

Imitando Jesus. Sabedoria bíblica para o mundo conectado.

Os textos foram retirados e adaptados do DS “O que Jesus faria no universo on-line”

Ajude essa mensagem chegar mais longe.

A cada R$2,00 você
nos ajuda a imprimir um livreto para evangelismo.

Preparamos um livro especial para essa Páscoa, clique aqui e saiba mais