Categoria  |  Pão Diário

Aquiete-se…


“Criamos mais informações nos últimos 5 anos do que em toda a história humana prévia, e estas chegam até nós o tempo todo”, A mente organizada, Daniel Levitin (Ed. Objetiva, 2015). Levitin afirma que em “certo sentido, nos tornamos viciados na hiperestimulação”, e que as constantes notícias e o conhecimento podem dominar nossa mente. No ambiente atual de bombardeio de mídia, torna-se cada vez mais difícil encontrar tempo para ficar quieto, pensar e orar.


A vez


No funeral de um veterano militar, o ministro meditou sobre onde o falecido poderia estar. Não mostrou aos ouvintes como poderiam conhecer a Deus, mas especulou sobre as coisas que não se encontram nas Escrituras. E eu pensei: Onde está a esperança?


Do sofrimento à alegria


A gravidez de Kelly trouxe complicações, e os médicos estavam preocupados. Durante o longo trabalho de parto, eles decidiram fazer cesárea. Mas apesar da provação, Kelly rapidamente se esqueceu de sua dor quando segurou o seu filho recém-nascido. A alegria substituiu toda a sua angústia.


Você é original


Cada um de nós é produto original da mão de Deus. Não há homens ou mulheres que surgiram do nada. Ninguém nunca se tornou talentoso, saudável ou brilhante por si mesmo. Foi Deus quem fez cada um de nós. Ele pensou em nós e nos formou com Seu inefável amor.


A promessa de paz


Há mais de 65 milhões de refugiados em nosso mundo de hoje. São pessoas que tiveram que deixar suas casas devido a conflitos e perseguição e é maior do que nunca. A ONU pediu aos líderes que trabalhassem juntos no acolhimento dos refugiados para que todas as crianças recebam educação, todo adulto encontre um trabalho significativo e toda família um lar.


Não medo, mas fé


“Meu marido recebeu uma promoção para trabalhar em outro país, mas eu temia sair de nossa casa, então ele, com muita relutância, recusou a oferta”, minha amiga compartilhou comigo. Ela explicou como a apreensão sobre uma mudança tão grande a impediu de aceitar essa nova aventura, e como, às vezes, ela se questionava sobre o que eles tinham perdido por não terem aceitado aquela mudança.


Sob suas asas


Quando penso em proteção, não penso automaticamente nas penas de um pássaro. Embora elas pareçam uma forma frágil de proteção, há algo a mais.


Amor pelas crianças


Thomas Barnado entrou para a escola de medicina em Londres em 1865, sonhando ser missionário na China. Porém, logo descobriu a necessidade extrema no próprio quintal — as muitas crianças sem-teto vivendo e morrendo nas ruas de Londres. Decidiu fazer algo sobre essa horrenda situação. Abriu lares para as crianças destituídas, e resgatou cerca de 60 mil meninos e meninas da pobreza e possível morte precoce. O teólogo e pastor John Stott disse: “Hoje podemos chamá-lo de ‘o santo padroeiro das crianças de rua’”.


Do medo à fé


As palavras do médico pousaram em seu coração com um baque. Era câncer. Seu mundo parou quando pensou no marido e nos filhos. Tinham orado diligentemente, esperando um resultado diferente. O que eles fariam? Com lágrimas escorrendo pelo seu rosto, ela disse suavemente: “Deus, isso está além do nosso controle. Por favor, seja nossa força.”


Agradecido por tudo


Na Austrália, dirigir entre cidades tão distantes e a fadiga podem causar acidentes. Assim, nas férias, são montadas paradas de descanso nas principais rodovias e voluntários oferecem café gratuito. Nós gostamos de aproveitar essas paradas durante nossas viagens longas.


Se apenas…


À medida que saíamos do estacionamento, meu marido dirigiu devagar para esperar por uma jovem em sua bicicleta. Quando Tom assentiu para ela ir primeiro, ela sorriu, acenou e seguiu pedalando. Momentos depois, um motorista estacionado abriu sua porta, batendo na ciclista derrubando-a no asfalto. Com as pernas sangrando, ela chorou ao examinar a sua bicicleta dobrável.


A face do nosso Pai


Lembro-me do rosto do meu pai. Era difícil entendê-lo. Era um homem amável, mas rígido e autossuficiente. Quando criança, muitas vezes procurei por um sorriso ou outra demonstração de afeto em sua face. O nosso rosto nos representa. Um olhar franzido, um olhar mal-humorado, um sorriso, e olhos julgadores revelam o que sentimos sobre os outros. Nossos rostos “falam” por nós.