Categoria  |  Pão Diário

Aprecie a vista


Pores do sol. As pessoas tendem a parar o que estão fazendo para observá-los, tirar fotos e apreciar a bela vista.


Em casa com Jesus


“Não há lugar como o lar.” Esta frase reflete um anseio profundamente enraizado dentro de nós por termos um lugar para descansar, ser e pertencer. Jesus falou sobre este desejo de enraizar-se, depois de Ele e Seus amigos terem feito a sua última ceia juntos. Nessa ocasião, Jesus falou sobre a Sua iminente morte e ressurreição. Jesus prometeu que, embora fosse partir, voltaria para eles. E lhes prepararia um lugar — uma morada. Um lar.


Ele entende e se importa


Quando lhe foi perguntado se ele achava que a ignorância e a apatia eram problemas na sociedade moderna, o homem brincou: “Não sei e não me importo.”


Preço do amor


Nossa filha rompeu em lágrimas quando nos despedimos dos meus pais. Depois de nos visitar na Inglaterra, eles estavam começando a sua longa viagem de volta à casa deles nos EUA. “Não quero que eles vão”, disse ela. Quando fui consolá-la, meu marido comentou: “Tenho medo de que este seja o preço do amor.”


Lembre-se da cruz


Na igreja que frequento, há uma enorme cruz à frente do santuário. Ela representa a cruz original onde Jesus morreu — o lugar onde o nosso pecado se depara com a Sua santidade. Ali, Deus permitiu que Seu Filho perfeito morresse por causa de todas as coisas erradas que temos feito, dito ou pensado. Na cruz, Jesus completou o sacrifício necessário para nos salvar da morte que merecemos (Romanos 6:23).


Esquecido por nossa causa


Ter um amigo por perto torna a dor mais suportável? Foi feito um estudo fascinante para responder a essa pergunta e saber como o cérebro reage à perspectiva de dor, e se reage de maneira diferente se uma pessoa enfrenta a ameaça de dor sozinho, segurando a mão de um estranho, ou de alguém que lhe é próximo.


Solte os cabelos


Pouco antes de Jesus ser crucificado, uma mulher chamada Maria derramou um jarro de perfume caro em Seus pés. Em seguida, no que parece ter sido um ato ainda mais ousado, ela os enxugou com os seus cabelos (v.3). Ela não só sacrificou o que pode ter sido toda a sua economia, mas também sacrificou a sua reputação. No primeiro século, na cultura do Oriente Médio, as mulheres respeitáveis nunca soltavam seus cabelos em público. Mas a verdadeira adoração não se importa com o que os outros pensam de nós (2 Samuel 6:21,22). Para adorar Jesus, Maria não se importou que a achassem despudorada, talvez até mesmo imoral.


Por que perdoar?


Quando uma amiga me traiu, eu sabia que precisava perdoá-la, mas não tinha certeza de que conseguiria. Suas palavras tinham me ferido profundamente, e eu me sentia atordoada com a dor e a raiva. Embora já tenhamos conversado sobre isso e eu tenha lhe dito que a perdoei, por um longo tempo, sempre que a via, sentia os reflexos dessa dor, portanto eu sabia que ainda me restava algum ressentimento. Um dia, porém, Deus respondeu às minhas orações e livrou-me desse sentimento. Finalmente, sentia-me livre.


O nosso melhor amigo


Quando eu tinha 12 anos, nos mudamos para uma cidade no deserto. Após as aulas de ginástica naquele ar quente na nova escola, corríamos para o bebedouro. Sendo magrinho e bem novo para a série, às vezes eu era empurrado para fora da fila de espera para beber. Um dia, meu amigo José, que era grande e forte para a sua idade, viu isso, entrou na fila e estendeu seu braço forte para abrir o meu caminho, dizendo: “Ei, pessoal, deixem primeiro o James beber!”. Nunca mais tive problemas no bebedouro.


Uma jornada de fé


Desde sua primeira publicação em 1880, o romance Ben-Hur: um conto sobre Cristo, de Lew Wallace, nunca ficou fora do catálogo. É considerado o livro cristão mais influente do século 19, e sempre atrai novos leitores, uma vez que tece a verdadeira história de Jesus com a de um fictício jovem e nobre judeu chamado Ben-Hur.


Um pastor para a vida


Quando meu filho passou para outra série na escola, chorou: “Quero o mesmo professor sempre!” Tivemos que ajudá-lo a compreender que as mudanças fazem parte da vida. Podemos perguntar: Existe um relacionamento que dure a vida inteira?


Rua Godliman, Londres


Minha esposa, Carolyn, e eu estávamos andando em Londres e chegamos numa rua chamada Godliman (Godly man = homem de Deus). Fomos informados de que um homem que viveu nessa rua levava uma vida tão piedosa que a sua rua ficou conhecida como “rua do homem piedoso”. Isto me lembrou de uma história do Antigo Testamento.