…mesmo que seja eu oferecido por libação sobre o sacrifício e serviço da vossa fé, alegro-me e, com todos vós, me congratulo.
(Filipenses 2:17)

Você está disposto a sacrificar-se pelo serviço a outro cristão — de oferecer a sua vida sacrificialmente para o ministério e a fé dos outros? Ou você diz: “Não estou pronto a ser sacrificado neste momento, e não quero que Deus me diga como devo servi-lo. Eu quero escolher o local do meu próprio sacrifício. E desejo que certas pessoas me observem e digam: ‘Muito bem!’”

Uma coisa é seguir o caminho do serviço divino como um herói; contudo, outra coisa muito diferente e mais grave é quando o caminho destinado a você inclui ser pisado pelas pessoas como um capacho. O propósito de Deus pode ser ensinar-lhe a dizer: “…sei estar humilhado…” (Filipenses 4:12). Você está pronto para se sacrificar deste modo? Está preparado para sentir-se um mero pingo d’água no balde — ser totalmente insignificante de maneira que ninguém se lembre de você, ainda que pensem sobre as pessoas a quem você serviu? Está disposto a entregar e derramar todo o seu ser até que seja usado à exaustão — sem buscar ser servido, mas apenas servir? Alguns santos não podem fazer trabalhos servis ou modestos mantendo a mesma atitude de santidade, porque sentem que tais serviços estão abaixo de sua dignidade.

–Oswald Chambers (Meditação 5 de fevereiro)