Muitos de nós começamos o novo ano decididos a lermos a Bíblia diariamente, mas talvez alguns já estejam sentindo a responsabilidade de manter tal resolução como uma prioridade. A minha oração é de que esta história irá trazer-lhe o encorajamento necessário.

Um senhor idoso e seu neto ainda jovem moravam em uma fazenda nos Estados Unidos. Cada manhã o idoso vovô levantava bem cedo e sentava-se à mesa da cozinha para ler sua Bíblia, extremamente manuseada. Seu neto desejava ser como o avô e tentava imitá-lo, agindo da mesma forma.

Um dia o neto perguntou: “Vovô, eu tento ler a Bíblia da mesma maneira que você, mas eu não a compreendo. E o que eu consigo compreender, esqueço no momento em que fecho o livro. Qual é o bem que a leitura da Bíblia nos traz?” O avô parou de colocar o carvão no fogão e disse: “Pegue esta velha cesta de vime onde colocamos o carvão, leve-a ao rio e traga-a de volta cheia de água.”

O garoto fez o que lhe foi pedido, mas a água vazou completamente antes mesmo dele chegar. O avô sorrindo disse, “Você terá que ser mais rápido da próxima vez.” E lá se foi ele para mais uma tentativa. Desta vez o menino foi mais rápido, no entanto, a água vazou do cesto de vime novamente, antes dele chegar a casa. Sem fôlego, ele informou seu vovô que não adiantava usar um cesto de vime para a tarefa, e procurou um balde para transportar a água. Porém, o vovô respondeu: “Na verdade, não quero um balde com água, mas um cesto com água.Você pode conseguir, só que não está se esforçando o suficiente.” E foi até a porta para observar, enquanto seu neto fazia uma nova tentativa.

O menino sabia que a tarefa era impossível de ser cumprida. Para demonstrar ao seu vovô que mesmo que corresse o máximo possível, a água ainda assim vazaria, antes dele chegar à casa, ele dirigiu-se novamente ao rio. O menino juntou a água e correu o mais rápido que pôde. Ao aproximar-se do vovô o cesto estava novamente vazio. Sofregamente, disse ao avô: “Veja vovô, como é inútil!”

“Você acha mesmo que é inútil? Olhe para o cesto!” disse o vovô.

O menino olhou para o cesto e percebeu que este, estava diferente. Já não era mais um cesto de vime velho e sujo, estava limpo.

“Meu querido, o mesmo acontece quando você lê a Bíblia. Você pode até não compreender ou lembrar-se de tudo que leu, mas à medida que você lê, ocorrem transformações em seu interior, de dentro para fora.”

Esta história nos encoraja a dedicarmos tempo para a leitura bíblica diária, a qual nos trará boas influências, apesar de nossas incertezas sobre o quanto retemos de cada leitura da Sua Palavra. Portanto, prossigamos na leitura da Palavra de Deus, diariamente. Confiemos que Deus e o Espírito Santo usarão a Sua Palavra para purificar, fortalecer e nos proteger, em nossa busca por servir e glorificar-lhes através de nossas vidas.