Our Authors

ver tudo

Articles by Lisa M. Samra

Uma corrente poderosa

Vendo as exposições sobre a dura escravidão e suas consequências, agradeci por estar na sala do Museu Nacional de História e Cultura Afro-Americana, em Washington, DC. Naquela sala com paredes de vidro de bronze translúcidos, a água parecia chuva descendo do teto à piscina.

Soem as trombetas

O “Toque do silêncio” é uma chamada de trompete tocada pelos militares no final do dia e em funerais. Fiquei surpresa quando li as diversas letras e descobri que muitos versos terminam com a frase “Deus está próximo”. Seja antes que o escurecer se instale ou enquanto se lamenta a perda de um ente querido, suas palavras oferecem aos soldados a reconfortante garantia de que Deus está próximo.

Alegria ao mundo

Todo Natal decoramos a casa com presépios de todo o mundo. Temos uma pirâmide de presépio alemã, a cena da manjedoura feita de madeira de oliveira de Belém e uma versão folclórica mexicana. O favorito da nossa família é o presépio extravagante da África. Em vez das tradicionais ovelhas e camelos, um hipopótamo olha com atenção para o menino Jesus.

Jesus é a cura para os cegos

Os judeus associavam o sofrimento e as doenças ao castigo de Deus pelo pecado. É verdade que muitas vezes sofremos a consequência do pecado, nosso ou do outro. Porém, na maioria das vezes, não conseguimos identificar a causa de nosso sofrimento. Mas não precisamos explicar todas as circunstâncias da vida.

A colheita mais doce

Compramos nossa casa e herdamos uma videira já crescida. Investimos um tempo considerável aprendendo como podar, regar e cuidar bem dela. Na primeira colheita, experimentei um bago dessa videira apenas para me decepcionar com o sabor azedo.

Escolhendo a esperança

Sou uma das milhões de pessoas no mundo que sofrem de transtorno afetivo sazonal, um tipo de depressão comum em locais com pouca luz solar devido aos dias curtos de inverno. Fico ansiosa por qualquer evidência de que os dias mais longos e as temperaturas mais quentes se aproximam.

Símbolos de amor

Fiquei espantado com as centenas de milhares de cadeados, muitos gravados com as iniciais de namorados, presos a todas as partes imagináveis da Pont des Arts, em Paris. A ponte de pedestres sobre o rio Sena foi inundada com esses símbolos de amor: a declaração de um casal do compromisso “para sempre”. Em 2014, calculou-se que os cadeados de amor pesavam impressionantes 50 toneladas causando o colapso de uma parte da ponte e exigindo sua remoção.

Nomeado por Deus

Ligeira. Batgirl. Brincalhona. Esses são alguns apelidos dados aos conselheiros no acampamento que minha família frequenta anualmente. Os apelidos geralmente surgem após algo embaraçoso, um hábito engraçado ou um hobby.

Traído

Em 2019, as exposições de arte em todo o mundo comemoraram os 500 anos da morte de Leonardo da Vinci. Entre seus desenhos e descobertas científicas há apenas cinco pinturas finalizadas e universalmente creditadas a Da Vinci, incluindo A Última Ceia. Essa pintura captura a confusão dos discípulos quando Jesus disse: “Um de vocês vai me trair” (João 13:21). Perplexos, eles discutiram sobre quem seria o traidor, enquanto Judas saía em silêncio para alertar as autoridades sobre o paradeiro de seu Mestre e amigo.

Nas bordas da multidão

Para ver as acrobacias de tirar o fôlego que os pilotos de motocicletas faziam numa demonstração de perícia, tive de ficar na ponta dos pés no meio da multidão. Ao redor, vi três crianças empoleiradas numa árvore próxima, aparentemente porque também não conseguiam chegar à frente da multidão para ver o show.

Cortinado

Quando a comissária de bordo puxou a cortina que separava a primeira classe, surpreendi-me com as diferenças entre as áreas dos aviões. Alguns embarcam primeiro e desfrutam de assentos maiores com espaço extra e serviço personalizado. A cortina me lembrava da minha separação daquelas vantagens.

A revelação completa

Os espectadores ouviram a bela voz de Emily Blunt no papel principal em O retorno de Mary Poppins. Desde que ela se casara, levou quatro anos para o marido descobrir esse talento vocal. Surpreso, na primeira vez que a ouviu cantar, perguntou: “Quando você me contaria isso?”.