Our Authors

ver tudo

Articles by Jennifer Benson Schuldt

Torcedor vitalício

Um garoto de 12 anos enviou pelo correio 32 cartas manuscritas — uma para cada executivo de um time de futebol. Ele escreveu: “Minha família e eu amamos o futebol. Nós jogamos o Futebol Fantasia no console de jogos todos os fins de semana. Quero escolher um time do Campeonato Brasileiro para torcer pelo resto da minha vida!”

Louvar e pedir

O Desafio Jovem, um ministério para jovens em situação de risco iniciado em Nova Iorque, surgiu como o resultado de um compromisso incomum com a oração. O seu fundador, David Wilkerson, vendeu o seu televisor e dedicou à oração, as duas horas por noite que costumava assistir TV. Nos meses seguintes, ele não só obteve clareza sobre seu novo empreendimento, mas também aprendeu sobre o equilíbrio entre louvar a Deus e pedir-lhe por ajuda.

Flutuação de sobrevivência

A luz do sol resplandecia na piscina à minha frente. Eu ouvi um instrutor falando com um aluno que já estava na água há algum tempo. Ele disse: “Parece que você está ficando cansado. Quando você estiver cansado e em águas profundas, use a flutuação de sobrevivência.”

Graduado com graça

Os olhos azuis de meu filho brilharam de empolgação ao mostrar-me um papel que ele trouxera da escola. Era uma prova de matemática, marcada com uma estrela vermelha e a nota 100. Ao olharmos a prova, ele disse que ainda precisava responder três questões quando a professora anunciou que o tempo havia acabado. Confusa, perguntei-lhe como poderia ter recebido a nota máxima. Ele respondeu “Minha professora foi misericordiosa. Ela permitiu que eu terminasse a prova mesmo depois do horário.”

Em risco de queda

Quando minha amiga Elaine se recuperava após uma forte queda, um funcionário do hospital colocou-lhe uma pulseira amarela que dizia: Risco de queda, e significava: Observe esta pessoa com cuidado. Ela pode desequilibrar-se. Ajude-a a ir de um lugar a outro.

Não perfeitos

Em seu livro Jumping Through Fires, (Enfrentando o fogo), David Nasser, conta sobre sua jornada espiritual. Antes de iniciar um relacionamento com Jesus, ele fez amizade com um grupo de adolescentes cristãos. Embora seus companheiros fossem quase sempre generosos, cativantes e não o julgassem, Nasser viu quando um deles mentiu para a namorada. Mais tarde, sentindo-se condenado, o jovem confessou e lhe pediu perdão. Refletindo sobre isso, Nasser disse que o incidente o aproximou de seus amigos cristãos. Ele percebeu que eles necessitavam de graça tanto quanto ele.

Ele compreende

A lgumas crianças têm dificuldade para dormir à noite. Minha filha explicou-me uma das razões para isso, quando me virei para sair de seu quarto certa noite. “Tenho medo do escuro”, disse ela. Tentei aliviar o seu medo e deixei uma lâmpada acesa para que ela tivesse certeza de que seu quarto estava livre de monstros.

Tudo o que precisamos e mais

Em um campo na zona rural inglesa, G. K. Chesterton se levantou de onde estava e teve um ataque de riso. Seu rompante foi tão repentino e alto que as vacas ficaram encarando-o.

Deixando o passado para trás

Chris Baker é um tatuador que transforma símbolos de dor e escravidão em obras de arte. Muitos de seus clientes são ex-membros de gangues e vítimas de tráfico humano, que foram marcados com nomes, símbolos ou códigos de identificação. Chris os transforma em belas obras de arte tatuando novas imagens por cima deles.

Um lugar remoto

A Ilha Tristão da Cunha é famosa por seu isolamento. Ela é a ilha habitada mais remota do mundo, graças as 288 pessoas que a chamam de lar. A ilha está situada no Oceano Atlântico Sul, a 2.800 quilômetros da África do Sul — o país continental mais próximo. Quem quiser visitá-la tem de viajar de barco durante 7 dias, porque a ilha não tem pista de pouso.

Muito melhor

Uma sirene tocava fora da casa de um menino. Não conhecendo o som, ele perguntou a sua mãe o que era. Ela explicou que a sirene servia para alertar as pessoas sobre uma tempestade perigosa. E explicou que, se as pessoas não se escondessem, poderiam morrer em consequência do furacão. O menino respondeu: “Mamãe, por que isso é ruim? Se morremos, não encontramos Jesus?”

Louvor de corações puros

Em viagem ao exterior, minha amiga Mirna participou do culto de uma igreja. Ela percebeu que, ao entrarem, as pessoas imediatamente se ajoelhavam e oravam, de costas para a frente da igreja. Ela descobriu que as pessoas daquela igreja confessavam seus pecados a Deus antes de começar o culto.