Our Authors

ver tudo

Articles by Dave Branon

Agora, e a seguir

Recentemente, participei de uma formatura do Ensino Médio durante a qual o orador propôs um desafio necessário para os jovens adultos que aguardavam seus diplomas. Ele mencionou que esse era um momento na vida deles em que todos lhes perguntavam: “O que viria a seguir?”. Que carreira seguiriam? Onde fariam faculdade? Começariam a trabalhar? Em seguida lhes disse que a pergunta mais importante era o que eles estavam fazendo naquele momento da vida. No contexto de sua jornada de fé, quais decisões diárias deveriam tomar para guiá-los a viver por Jesus e não por si mesmos?

Buscando a Deus

É inspirador observar a dedicação das pessoas em perseguir seus sonhos. Conheci uma jovem que se formou na faculdade em apenas três anos, uma tarefa que lhe exigia total comprometimento. Outro amigo queria um carro em particular e trabalhou para isso: assou e vendeu bolos até alcançar seu objetivo. Um vendedor procura conhecer cem novas pessoas toda semana. Embora seja bom buscar algo de valor terreno, há uma busca mais importante que devemos considerar.

Pregar ou plantar?

Conta-se que dois irmãos, Billy e Melvin, estavam na fazenda de gado leiteiro da família quando viram um avião escrevendo algo no céu. Eles observaram o avião esboçar as letras “VP” no alto. Os dois decidiram que as letras tinham significado especial para eles. Um pensou que significava “Vá pregar”, o outro entendeu como “Vá plantar”. Mais tarde, um dos meninos, Billy Graham, dedicou-se a pregar o evangelho, tornando-se um ícone nessa tarefa. Seu irmão Melvin passou a administrar fielmente a fazenda da família por muitos anos.

O homem que não podia falar

Sentado em sua cadeira de rodas num lar de idosos em Belize, um homem ouviu com alegria um grupo de adolescentes cantando sobre Jesus. Mais tarde, quando alguns adolescentes tentaram se comunicar com ele, descobriram que ele não podia falar. Um derrame havia lhe privado da sua capacidade de falar.

Um alvo e um propósito

Em 2018, o atleta de resistência Colin O’Brady fez uma caminhada que nunca havia sido feita antes. Puxando o seu suprimento com o trenó, O’Brady viajou pela Antártida completamente sozinho, por 1.500 km em 54 dias. Foi uma grandiosa jornada de dedicação e coragem.

Brilhar por Jesus

Estêvão dizia aos pais que precisava chegar cedo à escola todos os dias, mas, por alguma razão, nunca lhes explicou a importância disso. Os pais sempre garantiam que ele chegasse às 7h15 da manhã.

No primeiro ano de Ensino Fundamental, Estêvão sofreu um acidente de carro que, infelizmente, tirou sua vida. Mais tarde, sua mãe e seu pai descobriram porque ele ia…

O envelope perdido

Estávamos a caminho de casa após uma visita aos familiares em outro estado e paramos para abastecer. Quando eu colocava gasolina em nosso carro notei um envelope sujo e volumoso no chão. Apanhei-o com sujeira e tudo e olhei em seu interior. Para minha surpresa, continha aproximadamente 400 reais. Alguém o perdera e naquele exato momento talvez o procurasse desesperadamente. Dei o nosso número de telefone para os atendentes no posto de gasolina, caso alguém voltasse procurando por ele. Mas ninguém nunca ligou.

Isso foi incrível!

Embora estivesse se preparando para o evento, a garota estava com medo de fazer feio. Ainda assim, ela começou a corrida com todos os outros. Mais tarde, um a um, os corredores terminaram seu percurso de três quilômetros e cruzaram a linha de chegada — todos, exceto uma corredora. Finalmente, sua mãe, que estava vendo a filha finalizar a corrida, viu uma figura solitária à distância. A mãe foi até a linha de chegada, preparando-se para confortar a filha chateada. Em vez disso, quando a garota viu sua mãe, exclamou: “Foi incrível!”. O que pode ser fantástico em terminar por último? A finalização!

Captura de raposas

A primeira vez que um morcego invadiu a nossa casa, pensamos que isso tinha sido um golpe de sorte. Mas, depois de uma segunda visita noturna, li sobre as pequenas criaturas e descobri que elas não precisam de muita abertura para visitar os humanos. Na verdade, se encontrarem um espaço tão pequeno quanto o lado de uma moeda, elas se infiltrarão. Por isso, carreguei minha pistola de calafetação e saí em missão, rodeei a casa e fechei todas as pequenas aberturas que encontrei.

Melhor do que nunca

A Catedral de Notre Dame em Paris é um edifício espetacular. Sua arquitetura é fascinante, e seus vitrais e belos detalhes internos são de tirar o fôlego. Mas depois de séculos de imponência elevando-se sobre a paisagem de Paris, o prédio precisou de renovação — que já tinha sido iniciada quando um incêndio devastador causou extensos danos ao glorioso edifício antigo. As pessoas que amam este marco de oito séculos vieram em seu socorro. Mais de um bilhão de dólares foram levantados para restaurar o prédio. A estrutura de pedra teve que ser escorada. O interior danificado e os seus valiosos pertences estão sendo restaurados. Todo esse esforço vale a pena, porque para muitos essa antiga catedral permanece como um símbolo de esperança.

Mais do que dicas

Encontrei uma boa dica quando um dos meus netos aqueceu o seu coelho de pelúcia no vidro da nossa lareira. Os resíduos que o coelho de pelúcia deixou no vidro da lareira não eram nada bonitos, mas um especialista em lareiras nos ensinou um grande truque: uma dica para fazer o vidro parecer novo. Funcionou e agora não permitimos mais os bichos de pelúcia por perto da lareira!

A oração de Ana

Quando Ana estava no segundo ano do Ensino Médio, ela e sua mãe ouviram a notícia sobre um jovem gravemente ferido num acidente de avião que levara a vida de seus pais. Embora não o conhecessem, a mãe de Ana disse: “Precisamos orar por ele e sua família”. E assim o fizeram.