Our Authors

ver tudo

Articles by Bill Crowder

Até quando?

Em Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll, Alice pergunta “Até quando é para sempre?” O Coelho responde: “Às vezes, apenas um segundo.”

Foi dessa forma que senti o tempo quando, de repente, o meu irmão Davi morreu. O dia de seu funeral se arrastou, intensificando a minha sensação de perda e dor. Cada segundo parecia durar uma eternidade.

Outro Davi…

Áreas de oração

Um dos benefícios dos celulares é que agora temos, virtualmente, acesso ilimitado uns aos outros. Resultado: muitas pessoas falam ou digitam no telefone enquanto dirigem — às vezes provocando terríveis acidentes. Para evitar tais desastres, em muitas regiões do mundo é ilegal o uso do celular enquanto se dirige. Em certos países, as placas nas estradas lembram aos motoristas que há áreas…

Afivelados!

O comandante acionou o aviso para apertar os cintos e disse: “Estamos entrando em zona de turbulência. Por favor, retornem aos assentos e afivelem os cintos”. Os comissários de bordo dão esse alerta porque, em zonas de turbulência, os passageiros podem se ferir. Atados aos assentos, passam pela turbulência com segurança.

Na maioria das vezes, a vida não dá alertas para…

Conhecer e amar

“Cristo tem amor por mim, sei que a Bíblia diz assim” (HCC 173) é a mensagem duradoura de uma das canções da música cristã que mais resistem ao tempo, especialmente para as crianças. Escrito por Anna B. Warner, nos anos 1800, esta letra afirma ternamente nosso relacionamento com Ele: somos amados.

Alguém deu a minha esposa uma placa para a nossa…

Deus é o Maior


Ao dirigirmos pelo interior do estado, minha esposa exclamou: “É inacreditável como o mundo é grande!” Ela comentou isso quando passamos pelo sinal que marca o 45.º paralelo; o ponto a meio caminho entre o Equador e o Polo Norte. Falamos sobre como somos pequenos e quão vasto é o mundo, e como, em comparação com o Universo, nosso pequeno planeta é apenas uma partícula de poeira.


Alegria e justiça


Em uma conferência na Ásia, tive duas conversas reveladoras em poucas horas. Primeiro, um pastor me disse que passara 11 anos na prisão por homicídio culposo, antes de ser inocentado. Em seguida, um grupo de famílias compartilhou sobre como eles haviam gasto uma fortuna para escapar da perseguição religiosa em sua terra natal, apenas para serem traídos pelas próprias pessoas pagas para ajudá-los. Agora, depois de anos num campo de refugiados, eles se questionam se algum dia terão um novo lar.


Amor pelas crianças


Thomas Barnado entrou para a escola de medicina em Londres em 1865, sonhando ser missionário na China. Porém, logo descobriu a necessidade extrema no próprio quintal — as muitas crianças sem-teto vivendo e morrendo nas ruas de Londres. Decidiu fazer algo sobre essa horrenda situação. Abriu lares para as crianças destituídas, e resgatou cerca de 60 mil meninos e meninas da pobreza e possível morte precoce. O teólogo e pastor John Stott disse: “Hoje podemos chamá-lo de ‘o santo padroeiro das crianças de rua’”.


Feito vivo


Quando jovem, meu pai viajava com um grupo de amigos para um evento esportivo fora da cidade, quando os pneus do carro deles derraparam nas estradas encharcadas devido a chuva. Eles sofreram um terrível acidente. Um de seus amigos ficou paralisado e o outro morreu. Meu pai foi declarado morto e levado para o necrotério. Seus pais, chocados e aflitos, foram identificá-lo. Mas meu pai reviveu de um coma profundo. O luto deles se transformou em alegria.


Um pequeno incêndio


Foi numa noite em que a maioria das pessoas estava dormindo, que começou um pequeno incêndio numa padaria. As chamas se espalharam de casa em casa e Londres foi engolida pelo Grande Incêndio de 1666. Mais de 70 mil pessoas ficaram desabrigadas pelo incêndio que destruiu quatro quintos da cidade. Tanta destruição originada por um pequeno incêndio!


Pintando um retrato


A Galeria Nacional em Londres, Inglaterra, abriga pinturas de séculos, que incluem 166 imagens de Winston Churchill, 94 de William Shakespeare, e 20 de George Washington. Vendo as pinturas mais antigas, podemos nos questionar: Essas pessoas realmente eram assim?


Acesso completo


Alguns anos atrás, um amigo me convidou para irmos juntos assistir um torneio de golfe profissional. Sendo um marinheiro de primeira viagem, eu não tinha ideia do que esperar. Quando chegamos, fiquei surpreso ao receber presentes, informações e mapas do campo de golfe. Mas o melhor foi que circulamos pela ala VIP, onde tínhamos acesso às comidas e a um assento. Eu não poderia ter ganho essa entrada por mim mesmo. O privilégio era do meu amigo; e foi só através dele que tive essas mordomias.


Vendo o amanhã


Gosto de olhar para um céu azul sem nuvens. O céu é uma bela parte da obra-prima do nosso grande Criador, que Ele nos deu para desfrutarmos. Imagine o quanto os pilotos devem amar esta vista. Eles usam vários termos aeronáuticos para descrever um céu perfeito para voar, mas o meu favorito é: “Você pode ver o amanhã!”