Our Authors

ver tudo

Articles by Amy Boucher Pye

O vínculo da paz


Depois que confrontei minha amiga por e-mail sobre um assunto em que nós tínhamos discordado, ela não me respondeu. Será que eu tinha ido longe demais? Eu não queria piorar a situação incomodando-a, mas também não queria deixar as coisas sem solução antes de ela fazer uma viagem ao exterior. Quando ela aparecia em minha mente nos dias seguintes, orava por ela, sem saber o caminho a seguir. Certa manhã, fui para uma caminhada em nosso parque local e a vi, vi a dor em seu rosto quando ela me viu. “Obrigado, Senhor, por poder falar com ela,” respirei profundamente ao me aproximar dela com um sorriso de boas-vindas. Conversamos abertamente e fomos capazes de resolver nossos assuntos.


Paz perfeita


Uma amiga compartilhou comigo que durante anos ela procurou paz e contentamento. Ela e seu marido construíram um negócio bem-sucedido, e compraram uma casa enorme, roupas extravagantes e joias caras. Mas nem esses bens nem suas amizades com pessoas influentes satisfaziam suas aspirações internas de paz. Um dia, quando ela se sentia triste e desesperada, um amigo lhe falou sobre as boas-novas de Jesus. Nele ela encontrou o Príncipe da Paz, e a sua compreensão da verdadeira paz e do contentamento mudou para sempre.


Revestidos por Deus


Quando meus filhos eram crianças, eles brincavam fora em nosso jardim encharcado e rapidamente se sujavam de lama e sujeira. Para o bem deles e do meu assoalho, eu removia suas roupas na porta e os envolvia em toalhas antes de colocá-los no banho. Eles logo saiam da condição de sujeira à limpeza com a ajuda de sabão, água e abraços.


O Consolador


Ao embarcar no avião para estudar numa cidade muito distante de casa, senti-me nervosa e sozinha. Mas durante o voo, lembrei-me de como Jesus prometeu aos Seus discípulos a presença reconfortante do Espírito Santo.


Em casa com Jesus


“Não há lugar como o lar.” Esta frase reflete um anseio profundamente enraizado dentro de nós por termos um lugar para descansar, ser e pertencer. Jesus falou sobre este desejo de enraizar-se, depois de Ele e Seus amigos terem feito a sua última ceia juntos. Nessa ocasião, Jesus falou sobre a Sua iminente morte e ressurreição. Jesus prometeu que, embora fosse partir, voltaria para eles. E lhes prepararia um lugar — uma morada. Um lar.


Preço do amor


Nossa filha rompeu em lágrimas quando nos despedimos dos meus pais. Depois de nos visitar na Inglaterra, eles estavam começando a sua longa viagem de volta à casa deles nos EUA. “Não quero que eles vão”, disse ela. Quando fui consolá-la, meu marido comentou: “Tenho medo de que este seja o preço do amor.”


Por que perdoar?


Quando uma amiga me traiu, eu sabia que precisava perdoá-la, mas não tinha certeza de que conseguiria. Suas palavras tinham me ferido profundamente, e eu me sentia atordoada com a dor e a raiva. Embora já tenhamos conversado sobre isso e eu tenha lhe dito que a perdoei, por um longo tempo, sempre que a via, sentia os reflexos dessa dor, portanto eu sabia que ainda me restava algum ressentimento. Um dia, porém, Deus respondeu às minhas orações e livrou-me desse sentimento. Finalmente, sentia-me livre.


Vida e morte


Jamais esquecerei de estar sentado ao lado da cama do irmão do meu amigo quando ele morreu; era a cena de algo comum visitado pelo extraordinário. Estávamos em três conversando baixinho, quando percebemos que a respiração do Richard estava se tornando mais difícil. Reunimo-nos ao redor dele, observando, esperando e orando. Quando ele deu o seu último suspiro, pareceu-nos um momento sagrado; a presença de Deus nos envolveu em meio às lágrimas por um homem maravilhoso morrendo perto dos seus 40 anos.


Chuvas de primavera


Precisando de uma pausa, fui caminhar num parque das proximidades. Enquanto caminhava, uma explosão de verde me chamou a atenção. Fora da lama surgiam rebentos de vida que em poucas semanas seriam narcisos alegres, anunciando a primavera e o calor que se aproximava. Tínhamos sobrevivido a mais um inverno!


O dom da hospitalidade


O jantar que oferecemos às cinco famílias de nações diferentes continua a ser uma memória maravilhosa. De alguma forma, a conversa não ficou restrita a cada casal, mas todos nós conversamos sobre a vida em Londres sob pontos de vista de partes diferentes do mundo. No final da noite, meu marido e eu concluímos que tínhamos recebido mais do que tínhamos oferecido, inclusive o calor humano que compartilhamos ao nos empenhar em fazer novas amizades e conhecer culturas diferentes.


O farol


O ministério chamado de “Farol” em Ruanda, por sua própria existência simboliza a redenção. Foi erigido num local onde, durante o genocídio em 1994, o presidente do país era dono de uma enorme casa. Esta nova estrutura, no entanto, foi erguida pelos cristãos como um farol de luz e esperança. Ali foi instalado um instituto bíblico para levantar uma nova geração de líderes cristãos, um hotel, restaurante e outros serviços para a comunidade. Das cinzas renasceu a nova vida. Aqueles que construíram o farol olham para Jesus como sua fonte de esperança e redenção.


Eu te vejo


“Eu vejo você”, disse uma amiga num grupo on-line de escritores, no qual nos apoiamos e encorajamos uns aos outros. Como tinha me sentido estressada e ansiosa, experimentei uma sensação de paz e bem-estar com as suas palavras. Ela “viu” minhas esperanças, medos, lutas e sonhos e demonstrou amor.