“Cristo comigo, diante de mim, atrás de mim, em mim, debaixo de mim, acima de mim, à minha direita, à minha esquerda…”. A letra desse hino foi escrita no século 5.º pelo monge celta São Patrício, e ecoam em minha mente quando leio o relato de Mateus sobre o nascimento de Jesus. As palavras parecem envolver-me num abraço afetuoso, lembrando-me de que nunca estou sozinho.

O relato de Mateus nos diz que Deus habitando com Seu povo está no coração do Natal. Citando a profecia de Isaías sobre uma criança que se chamaria Emanuel, que significa “Deus conosco” (Isaías 7:14), Mateus aponta para o cumprimento final daquela profecia — Jesus, aquele que nasceu pelo poder do Espírito Santo para ser Deus conosco. Esta verdade é tão central que Mateus começa e termina seu evangelho com ela, concluindo com as palavras de Jesus aos Seus discípulos: “E eis que estou convosco todos os dias até à consumação do século” (Mateus 28:20).

As letras deste hino me lembram de que Cristo está sempre com os cristãos através de Seu Espírito vivendo neles. Quando estou nervoso ou com medo, posso manter-me firme em Suas promessas de que Ele nunca me deixará. Quando não consigo adormecer, posso pedir-lhe que me conceda a Sua paz. Quando estou celebrando e cheio de alegria, posso agradecê-lo por Sua obra graciosa em minha vida.

Jesus, Emanuel — Deus conosco.