Há milhares de anos, Deus falou diretamente a Moisés e instituiu um novo festival para Seu povo. Em Êxodo 23:16, segundo o registro de Moisés, Deus disse: “Guardarás a Festa da Sega, dos primeiros frutos do teu trabalho, que houveres semeado no campo…”.

Hoje, países de todo o mundo fazem algo semelhante, celebrando a abundância da terra. Em Gana, África, as pessoas celebram o Festival Yam como um evento de colheita. No Brasil, os cristãos celebram o Dia de Ação de Graças como um momento de gratidão pelas culturas que produziram seus alimentos. Na China, existe o Festival do Meio Outono (Lua). Nos Estados Unidos e Canadá: Thanksgiving.

Para entender o objetivo de uma celebração de colheita, lembremo-nos de Noé logo após o dilúvio. Deus lembrou a Noé e a sua família — e a nós — de Sua provisão para que pudéssemos sobreviver neste mundo. A Terra teria as estações, a luz do dia e a escuridão e “sementeira e a ceifa” (Gênesis 8:22). Nossa gratidão pela colheita, que nos sustenta, vai toda para Deus.

Não importa onde você vive ou como comemora a generosidade de sua terra, aproveite o tempo de hoje para expressar gratidão a Deus, pois não teríamos colheita para celebrar sem o Seu grande projeto criativo.