Allan, um rapaz do bairro, perguntou quando começamos a caminhada pelo rio perto de casa: “Vamos ver algumas cobras? “Nunca vimos antes, mas podemos!”, respondi, “Vamos pedir a Deus para nos proteger?, sugeri. “Nós paramos, oramos, e continuamos a andar.”

Pouco mais tarde minha esposa, Cari, deu um rápido passo para trás, evitando pisar numa cobra venenosa parcialmente enrolada à sua frente. Esperamos até a cobra sair da trilha. Então paramos e agradecemos a Deus por nada ter acontecido. Acredito que pela pergunta de Allan, Deus nos preparou para esse encontro, e a nossa oração foi parte de Seu cuidado providencial.

Nossa experiência com o perigo traz à mente a importância das palavras de Davi: “Buscai o Senhor e o seu poder, buscai perpetuamente a sua presença” (1 Crônicas 16:11). Este conselho era parte de um salmo que celebrava o retorno da arca da aliança a Jerusalém, e relata a fidelidade de Deus ao Seu povo em suas lutas ao longo da história, lembrando-os de sempre louvá-lo e de “clamar” por Ele (v.35).

O que significa buscar a presença de Deus? Significa voltar o nosso coração a Ele mesmo nos momentos mais mundanos. Às vezes, nossas orações são respondidas de maneira diferente do que pedimos, mas Deus é fiel, venha o que vier. Nosso Bom Pastor dirigirá os nossos caminhos e nos guardará em Sua misericórdia, força e amor.