Month: junho 2019

Hora de florescer


Na primavera passada, decidi derrubar a roseira perto da nossa porta dos fundos. Nos três anos em que morávamos em nossa casa, não havia produzido muitas flores, e seus feios e infrutíferos ramos estavam agora se espalhando em todas as direções.


Fé em ação


Quando minha amiga foi de carro até o supermercado, ela viu uma mulher andando ao longo da estrada e sentiu que deveria dar meia-volta com o carro e oferecer-lhe carona. Ela ficou triste ao descobrir que a mulher não tinha dinheiro para o ônibus, e estava caminhando para casa por muitos quilômetros no clima quente e úmido. Não só estava fazendo a longa viagem de volta para casa, mas já tinha caminhado várias horas naquela manhã para chegar ao trabalho às 4 da manhã.


Obras inacabadas


Ao morrer, o grande artista Michelangelo deixou muitos projetos inacabados. Mas quatro de suas esculturas não foram feitas para serem concluídas. O escravo barbudo, o escravo do atlas, o escravo do despertar e o jovem escravo, embora pareçam inacabados, são exatamente como Michelangelo pretendia que fossem. O artista queria mostrar como seria para o homem ser sempre escravizado.


Orações de cinco dedos


A oração é uma conversa com Deus, não uma fórmula. No entanto, às vezes precisamos usar um “método” para revigorar o nosso tempo de oração. Podemos orar os Salmos ou outras Escrituras, como a Oração do Senhor, ou ainda usar o método ACGS (Adoração, Confissão, Gratidão e Súplica). Recentemente, aprendi e me deparei com esta “Oração de Cinco Dedos” para usar como um guia, quando orar por outras pessoas:


Muito bom!


Alguns dias parecem que têm um tema para defini-los. Recentemente tive um desses dias. Nosso pastor começou o seu sermão sobre Gênesis 1 com dois minutos de tirar o fôlego: a sequência fotográfica do desabrochar das flores. Então, em casa, uma busca por mídias sociais revelou várias imagens de flores. Mais tarde, numa caminhada no bosque, as flores silvestres da primavera nos cercaram; lírios do bosque, cravos da Índia e íris selvagens.


Embeber-se da Palavra


Quando o nosso filho Xavier era pequeno, nós o levamos para visitar um aquário. Ao entrar no edifício, mostrei-lhe uma grande escultura suspensa no teto. “Veja. Uma baleia jubarte.” Ele arregalou os olhos, dizendo “é enorme!”