Month: fevereiro 2019

A risada na escuridão


Um renomado jornal estrangeiro estampou um artigo intitulado: “O mais recente projeto dos Titãs da tecnologia: desafiar a morte.” Ele descrevia os esforços de Peter Thiele e outros magnatas da tecnologia para prolongar a vida humana indefinidamente. E estão dispostos e preparados para gastar bilhões nesse projeto.


Anel da invisibilidade


O filósofo grego Platão (427–348 a.C.) encontrou uma forma imaginativa para fazer a luz brilhar no lado obscuro do coração humano. Ele contou a história de um pastor que inocentemente descobriu um anel de ouro que tinha sido escondido no fundo da Terra. Certo dia, um grande terremoto abriu uma antiga fenda na montanha, revelando o anel para o pastor. Por acaso, ele também descobriu que o anel tinha a capacidade mágica de permitir ao seu usuário tornar-se invisível quando quisesse. Pensando sobre invisibilidade, Platão fez esta pergunta: Se as pessoas não tivessem que se preocupar em serem pegos e punidos, eles resistiriam a fazer algo errado?


Acesso completo


Alguns anos atrás, um amigo me convidou para irmos juntos assistir um torneio de golfe profissional. Sendo um marinheiro de primeira viagem, eu não tinha ideia do que esperar. Quando chegamos, fiquei surpreso ao receber presentes, informações e mapas do campo de golfe. Mas o melhor foi que circulamos pela ala VIP, onde tínhamos acesso às comidas e a um assento. Eu não poderia ter ganho essa entrada por mim mesmo. O privilégio era do meu amigo; e foi só através dele que tive essas mordomias.


Todo o coração!


Calebe era uma pessoa “dedicada”. Ele e Josué fizeram parte da equipe de reconhecimento de 12 homens que foi espiar a Terra Prometida e trouxeram o relatório a Moisés e ao povo. Calebe disse: “…Subamos e possuamos a terra, porque, certamente, prevaleceremos contra ela” (13:30). Mas dez espias duvidaram de que seriam bem-sucedidos. Apesar das promessas de Deus, eles viram apenas os obstáculos (vv.31-33).


Suposições


Mesmo após todos esses anos, depois de perder Melissa, aos 17 anos, num acidente de carro em 2002, às vezes, me vejo entrando no mundo das suposições. É fácil, no luto, repensar sobre os acontecimentos daquela trágica noite e pensar em fatores que, se reorganizados a teriam trazido em segurança para casa.


Prossiga para o alvo


Um dos meus programas favoritos de TV chama-se The Amazing Race. Neste reality show, dez casais são enviados para um país estrangeiro onde eles devem se mover: correndo, usando trens, ônibus, táxis ou bicicletas, de um ponto a outro para obter as instruções para o próximo desafio. O objetivo é alcançar primeiro um designado ponto de chegada e o prêmio é um milhão de dólares para o casal vencedor.