Muitos presépios retratam os sábios, ou magos, visitando Jesus em Belém ao mesmo tempo que os pastores. Mas, segundo o evangelho de Mateus, o único lugar das Escrituras onde a história deles está registrada, os magos chegaram mais tarde. Jesus não estava mais na manjedoura no estábulo da pousada, mas em uma casa. Lemos em Mateus 2:11: “Entrando na casa, viram o menino com Maria, sua mãe. Prostrando-se, o adoraram; e, abrindo os seus tesouros, entregaram-lhe suas ofertas: ouro, incenso e mirra.”

Perceber que a visita dos magos aconteceu mais tarde do que podemos pensar traz um lembrete útil ao começarmos um novo ano. Jesus é sempre digno de adoração. Quando as festas já se encerraram e voltamos às rotinas do dia a dia, ainda temos Alguém para celebrar.

Jesus Cristo é Emanuel, “…Deus conosco” (MATEUS 1:23), em todas as épocas do ano. Ele prometeu estar conosco “…todos os dias…” (28:20). Por Ele estar sempre conosco, podemos adorá-lo em nosso coração todos os dias e confiar que Ele se mostrará fiel nos anos vindouros. Assim como os magos o buscaram, que também possamos buscá-lo e adorá-lo onde quer que estivermos.