Meu filho pequeno gosta muito de ouvir a minha voz, exceto quando chamo seu nome com voz alta e firme,  em seguida perguntando: “Onde você está?” Quando faço isso, habitualmente estou chamando por ele porque, com certeza, fez alguma travessura e está tentando se esconder de mim. Quero que meu filho atente para a minha voz porque estou preocupada com o seu bem-estar e não quero que ele se machuque.

Adão e Eva estavam acostumados a ouvir a voz de Deus no jardim. Entretanto, após desobedecerem o Senhor comendo o fruto proibido, esconderam-se dele quando o ouviram chamar: “…Onde estás?” (Gênesis 3:9). Eles não queriam estar na presença de Deus porque sabiam que haviam errado e feito algo que o Senhor lhes havia dito para não fazerem (v.11).

Quando Deus chamou por Adão e Eva e os encontrou no jardim, Suas palavras incluíam correção e consequência (vv.13-19). Mas Deus também lhes demonstrou bondade e lhes deu esperança para toda a humanidade com a promessa do Salvador (v.15).

Deus não precisa procurar por nós. Ele sabe onde estamos e o que estamos tentando esconder. Mas como Pai amoroso, Ele quer falar ao nosso coração e nos trazer perdão e restauração. Ele anseia que ouçamos a Sua voz — e atentemos a ela.