“Estou com fome,” disse minha filha de 8 anos. “Sinto muito,” eu respondi: “não tenho nada para você comer. Vamos jogar o jogo da velha.” Estávamos esperando há mais de uma hora pela chegada da noiva à igreja para o que deveria ser um casamento ao meio-dia. Enquanto me questionava quanto mais ainda esperaríamos, desejava poder ocupar minha filha até que o casamento começasse.

Enquanto aguardávamos, senti como se estivéssemos interpretando uma parábola. Ainda que morássemos muito perto da igreja, eu sabia que se fosse buscar alguns biscoitos, a noiva poderia chegar a qualquer momento e eu perderia a entrada. Ao mesmo tempo que empregava várias técnicas de distração com minha filha esfomeada, também pensava na parábola de Jesus sobre as dez virgens (Mateus 25:1-13). Cinco foram preparadas com óleo suficiente para suas lâmpadas permanecerem acesas enquanto esperavam o noivo, e as outras cinco não. Assim como era tarde demais para eu correr buscar algo, também era tarde demais para as jovens comprarem mais óleo para suas lâmpadas.

Jesus contou esta parábola para enfatizar que precisamos estar preparados, pois quando Ele vier novamente prestaremos contas sobre o estado de nosso coração. Estamos esperando e prontos?