Stephen Kuusisto cresceu com o estigma de ser oficialmente cego. Para ele, a visão consistia num caleidoscópio de formas, cores e sombras. Quando estava sozinho, ele colocava o rosto bem próximo das páginas de um catálogo de endereços e decorava nomes de ruas, tentando dar a impressão de que podia enxergar melhor do que era capaz.

Aos 39 anos, Kuusisto comprou Corky, um cão-guia treinado; amoroso e cuidadoso, e sua vida mudou a partir disso. À medida que aprendia a deixar-se guiar pelo animal, Kuusisto observava como a confiança entre eles crescia: “A fé se move da crença para a convicção, e depois à certeza. Somos uma usina de força!” Quando Kuusisto admitiu que precisava da ajuda de um companheiro que enxergava, um mundo novo de liberdade e mobilidade se abriu para ele.

Muitos cristãos tropeçam cegamente em seu caminho pela vida cristã, usando apenas as suas próprias forças. Não estão conscientes de que Deus lhes proveu um guia sobrenatural para conduzi-los. Jesus disse que nos enviaria “o Espírito da verdade”, que nos guiaria a toda a verdade (João 16:13). Quando confessamos os nossos pecados e passamos a depender da direção do Espírito Santo para nos guiar (Gálatas 5:16,18), nos tornamos uma usina de força para Deus! “Porque vivemos por fé, e não pelo que vemos” (2 Coríntios 5:7).