Imagine esta situação: Você sempre senta-se na fileira de bancos da igreja em frente ao Samuel. Ao entrar, sorri e o cumprimenta com um “Bom dia”. Ao sair sempre lhe diz: “Vemo-nos no próximo domingo.” Mas certo domingo, você alonga a pequena conversa e lhe pergunta: “Samuel, você poderia me dar duzentos reais?”

Infelizmente, algumas pessoas tratam o Senhor dessa maneira, e relacionam-se com Deus apenas no domingo, até o momento em que precisem de algo. Mas Deus quer muito mais.

Cristo quer que o conheçamos como nosso Salvador. “E a vida eterna é esta: que te conheçam a ti, o único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste” (João 17:3).

Após nos tornarmos Seus filhos (1:12), Deus deseja um diálogo contínuo conosco e um crescente conhecimento de quem Ele é e do que podemos ser com a Sua ajuda. Ele não quer ser apenas um conhecido “aos domingos” ou alguém a quem clamamos somente em desespero. Deus quer que tenhamos um relacionamento pessoal com Ele, e que cresçamos no desejo de agradá-lo, obedecendo-o. “Ora, sabemos que o temos conhecido por isto: se guardamos os seus mandamentos” (1 João 2:3).

Deus o ama e quer que você o conheça. Ele responde as suas orações em desespero. Mas antes de começar a pedir, assegure-se de que você o conhece pessoalmente.