O livro de Juízes é uma descrição do povo de Deus, que estava escorregando para uma indiferença e rebelião espiritual. Depois da morte de Josué e de seus companheiros, os israelitas da geração seguinte: “Deixaram o Senhor, Deus de seus pais […] foram-se após outros deuses […] e os adoraram…” (Juízes 2:12).

Este triste registro da falta de lealdade não parece ser a passagem bíblica onde podemos encontrar heróis espirituais. Porém quatro pessoas do livro de Juízes — Gideão, Baraque, Sansão e Jefté (capítulos 4–16) — são mencionados na carta aos Hebreus, do Novo Testamento (11:32). Noé, Abraão, Moisés e outras pessoas também notáveis são elogiadas por sua fé.

Entretanto, o livro de Juízes apresenta esses homens como pessoas que, apesar de terem falhas, responderam ao chamado de Deus durante uma época de escuridão espiritual em sua cultura. A Bíblia honra esses homens pela fé que tiveram— e não por sua perfeição. Foram receptores da graça de Deus, assim como nós também o somos.

Em cada geração, Deus levanta pessoas que são leais a Ele e à Sua palavra. Somos falhos, mas temos a presença do perdão gracioso de Deus e a fé para obedecer ao Seu chamado. Todos os vencedores em Deus são heróis diferentes.