Arquivos: janeiro 2016

Remorso de comprador

Você já experimentou o remorso de comprador? Eu já. Um pouco antes de efetuar uma compra, sinto o ímpeto de empolgação que me vem ao adquirir algo novo. Após comprar o item, no entanto, uma onda de remorso algumas vezes vem sobre mim. Eu realmente precisava disto? Deveria ter gasto esse dinheiro?

Precioso para Deus

Em resposta à notícia de que um amigo em comum tinha morrido, um sábio irmão que conhecia o Senhor enviou-me as seguintes palavras, “Preciosa é aos olhos do Senhor a morte dos seus santos” (Salmo 116:15). A vibrante fé em Jesus que nosso amigo tinha era a característica dominante de sua vida, e nós sabíamos que ele estava em casa com Deus no céu. Sua família tinha esta certeza também, mas eu tinha me concentrado apenas na tristeza deles. E é importante considerar os outros durante o seu luto e perda.

Grandes expectativas

Certa vez perguntei a um terapeuta quais eram os maiores problemas que traziam pessoas a ele. Sem hesitar, ele respondeu: “A raiz de muitos problemas é a expectativa frustrada; se não for lidada corretamente, transforma-se em raiva e amargura.”

Melhor que o planejado

As interrupções não são novidade. Raramente um dia corre como o planejado.

A maravilha da cruz

Durante uma visita a Austrália, tive a oportunidade numa noite particularmente estrelada de ver o Cruzeiro do Sul. Localizado no hemisfério Sul, esta constelação é uma das mais perceptíveis. Marinheiros e navegadores passaram a confiar nela em meados do século 15 para direcionamento e navegação pelos mares. Ainda que relativamente pequena, é visível por quase todo o ano. O Cruzeiro do Sul — no formato de uma cruz — estava tão vívido naquela noite escura que até mesmo eu pude encontrá-lo em meio a tantas estrelas. Foi uma visão realmente magnífica!

A disciplina da espera

Esperar é difícil. Esperamos nas filas de mercados, no trânsito, no consultório do médico. Brincamos com os dedos, controlamos os bocejos e nos inquietamos interiormente devido à frustração. Em outra situação, esperamos por uma carta que não vem, pelo retorno de um filho pródigo, ou pela transformação de um cônjuge. Esperamos por um filho que possamos segurar em nossos braços. Esperamos pelo desejo de nosso coração.

Um dia comum

Ao explorar uma exibição no museu chamada “Um dia em Pompeia”, fiquei chocado com a repetição da ideia de que 24 de agosto do ano 79 d.C. começou como um dia comum. As pessoas estavam vivendo suas rotinas em suas casas, mercados e no porto desta próspera cidade romana de 20 mil pessoas. Às oito horas da manhã, uma série de pequenas emissões foi vista vinda do Monte Vesúvio próximo dali, seguida por uma violenta erupção à tarde. Em menos de 24 horas, Pompeia e grande parte de seu povo jazia enterrada sob uma grossa camada de cinza vulcânica. Inesperado.

Onde você esteve?

O missionário Egerton Ryerson Young serviu a tribo Salteaux no Canadá nos anos de 1700. O chefe da tribo agradeceu Young por levar as boas-novas de Cristo a eles, observando que ele estava ouvindo a mensagem de Cristo pela primeira vez em idade já avançada. Como ele sabia que Deus era o Pai celestial de Young, o chefe perguntou: “Isso quer dizer que Ele é meu Pai também?” Quando o missionário respondeu “Sim,” a multidão que tinha se reunido ao redor irrompeu em satisfação.

Linha de carga

No século 19, os navios eram, com frequência, sobrecarregados temerariamente, o que resultava em naufrágio e tripulações perdidas no mar. Para remediar esta prática negligente, em 1875 o político britânico Samuel Plimsoll coordenou o pedido para que a legislação criasse uma linha ao lado do navio para indicar se o navio carregava carga em excesso. Essa linha de carga tornou-se conhecida como a marca de Plimsoll, e continua a marcar os cascos de navios até hoje.

Clássicos

           F0092_c_ElevaTeusOlhos-FLAT