Tag  |  pao-diario

A melhor temporada

A vida é muito semelhante ao clima… sazonal. Ela tem uma maneira de empurrar-nos até a estação seguinte, queiramos ou não. E, uma vez empurrados até a estação seguinte, frequentemente estamos incertos e até medrosos quanto ao que ela possa nos reservar.

Difícil de amar

Anos atrás, eu era o conselheiro do acampamento de alguns meninos rebeldes e achei desafiador lidar com o comportamento deles. Eles maltratavam os animais do minizoológico e, ocasionalmente, lutavam entre si. Adotei então, uma abordagem calma e firme para orientá-los. E, embora eles frequentemente me exasperassem, me certifiquei sempre de atender às suas necessidades físicas.

Fiel até o fim

Após correr 32 quilômetros da Maratona Salomon Kielder, na Grã-Bretanha, um corredor saiu da pista e tomou um ônibus até uma área arborizada próxima à linha de chegada. Então, ele reentrou na corrida e chegou em terceiro lugar. Quando os comissários lhe perguntaram, ele declarou ter parado de correr porque estava cansado.

Agora eu vejo

Deborah Kendrick ama assistir aos musicais da Broadway, embora seja cega e sempre tenha dificuldade para compreender o cenário e os movimentos dos personagens no palco. Recentemente, porém, ela assistiu a uma peça que utilizava D-Scriptive; uma nova tecnologia que informa sobre os elementos visuais da produção do palco através de um pequeno receptor de FM. Uma narração gravada, sincronizada com as mesas de iluminação e de som do espetáculo, descreve o cenário e a ação à medida que esta se desenrola no palco. Escrevendo para um jornal, Deborah disse: “Se você me perguntar se eu vi um espetáculo semana passada em Nova Iorque, minha resposta é sim… eu genuína e inequivocamente quero dizer que vi o espetáculo.”

Arte com pó

Quando Deus escolheu o pó como o Seu material artístico para criar Adão (Gênesis 2:7), Ele não precisou se preocupar em ficar sem a matéria-prima. De acordo com Hannah Holmes, autora de The Secret Life of Dust (A Vida Secreta do Pó), “Entre 1 e 3 bilhões de toneladas de pó do deserto são lançados para o céu anualmente. Um bilhão de toneladas encheria 14 milhões de vagões fechados de um trem que desse seis voltas à Terra pela linha do Equador.”

Um a um

Edward Payson foi um famoso pregador numa época passada. Num domingo tempestuoso, ele só tinha uma pessoa na plateia. Alguns meses depois, seu único espectador o procurou: “Fui levado ao Salvador através daquele culto”, disse ele. “Porque, sempre que você falava a respeito de pecado e salvação, eu olhava à minha volta para ver a quem você se referia, mas, como ali não havia ninguém além de mim, eu não tive alternativa senão receber cada palavra em meu próprio coração e consciência!”

Maravilhoso me formaste

Recentemente, ao fazer um exame oftalmológico, meu médico utilizou um equipamento que eu nunca vira antes. Perguntei-lhe o que era aquele dispositivo e ele respondeu: “Eu o uso para tirar uma foto da parte interna do fundo do seu olho.”

Força pelo sofrimento

Muitas vezes, os cultos terminam com uma bênção. Uma destas bênçãos está registrada nas notas finais de Pedro em sua primeira carta: “Ora, o Deus de toda a graça, que em Cristo vos chamou à sua eterna glória, depois de terdes sofrido por um pouco, ele mesmo vos há de aperfeiçoar, firmar, fortificar e fundamentar” (1 Pedro 5:10). Às vezes, a frase “depois de terdes sofrido por um pouco” é omitida na bênção. Por quê? Talvez porque não seja agradável falar sobre o sofrimento.

Do desolado ao lindo

A primavera é a estação do ano em que Deus nos recorda de que as coisas nem sempre são o que parecem. Em poucas semanas, o que parece desesperadamente morto retorna à vida. Bosques desolados transformam-se em paisagens coloridas. Árvores cujos galhos nus se estendiam ao céu no inverno, como se implorassem por vestimenta, de repente se adornam com trajes verdes rendados. Flores que murcharam e caíram ao chão rendendo-se ao frio se levantam lentamente da terra, desafiando a morte.

Os confortos do lar

Certa vez, durante meu mandato como gestor de recursos humanos numa empresa de construção civil, conseguimos alguns projetos num estado vizinho. Isso significava que nossos empregados teriam de enfrentar duas horas de condução a cada ida e volta, além da jornada normal de trabalho. Para aliviar a carga, reservamos quartos de hotel para os dias de semana, mas, também contratamos vans e motoristas para transportar os que quisessem ir e voltar diariamente. Quase todos preferiram as vans!

Cabo da Tribulação

O navio do navegador inglês James Cook colidiu contra um recife ao largo da costa da Austrália em 10 de junho de 1770. Ele navegou para águas mais profundas e, novamente, atingiu outro recife, desta vez quase afundando o navio. Esta experiência o fez escrever no livro de registro do navio: “O ponto norte [foi chamado] Cabo da Tribulação, porque aqui começaram todos os nossos problemas.”

Falar sobre dinheiro

Marilyn e Estêvão estavam casados há poucos anos e o dinheiro estava curto. Ao olhar para sua colcha puída, ela desejou trocá-la. Em seguida, decidiu comprar uma nova com o cartão de crédito — esperando conseguir, de alguma maneira, o dinheiro para pagar.