Categoria  |  Pão Diário

Segure-se!

Um amigo meu, vaqueiro criado numa fazenda do interior, tem vários provérbios pitorescos. Um dos meus favoritos é: “Não é preciso muita água para fazer um bom café.” E quando alguém laça um boi grande demais para lidar ou está com algum tipo de problema, meu amigo grita: “Segure tudo o que você tem!”, significando “A ajuda está a caminho! Não solte!”

Você tem valor

Após a morte de minha sogra, minha esposa e eu descobrimos um esconderijo de moedas de um centavo em uma gaveta da cômoda, em seu apartamento. Ela não era uma colecionadora de moedas propriamente dita, mas viveu no tempo em que elas estavam em circulação e acumulou algumas.

Verdadeiro abrigo

Em março de 2014, um conflito tribal irrompeu na região de minha cidade natal, forçando a família de meu pai e outros refugiados a se abrigarem na capital daquele estado. Ao longo da história, pessoas que se sentiram inseguras em suas pátrias viajaram para outros lugares em busca de segurança e algo melhor.

Fontes de salvação

Q uando as pessoas fazem perfurações profundas na terra, normalmente é para extrair amostras de rocha, acessar petróleo ou encontrar água.

O melhor tipo de felicidade

Q uando eu era mais jovem, a expressão “todos fazem isso” parecia um argumento imbatível, mas não era. Meus pais nunca cederam, por mais desesperada que eu estivesse pela permissão para fazer algo que eles consideravam inseguro ou imprudente.

Começando rio acima

Minha casa fica junto a um riacho, à sombra de uma grande montanha. No degelo da primavera e após as chuvas fortes, o riacho se enche, parecendo um rio. Pessoas já se afogaram nele. Descobri que sua origem fica no topo da montanha. De lá, a neve derretida começa a longa viagem montanha abaixo, unindo-se a outros córregos.

Lembretes sonoros

A torre do relógio de Westminster, que contém o sino conhecido como Big Ben, é um marco icônico de Londres, Inglaterra. Tradicionalmente, acredita-se que a melodia dos sinos da torre foi tomada da sinfonia do Messias de Händel: “Eu sei que o meu Redentor vive.” Com o tempo foi acrescentada a letra e colocada em exposição na sala do relógio:

O Natal solitário

Em meio à pilha de correio pós-natalino, descobri um tesouro — um cartão de Natal feito à mão, pintado em cartolina reciclada. Traços simples de aquarela evocavam uma cena de colinas invernais animada por sempre-vivas. Centrada na parte inferior, emoldurada por azevinho vermelho-framboesa, estava essa mensagem impressa à mão: Paz seja convosco!

Ele está escutando?

“À s vezes, parece que Deus não me ouve.” São as palavras da mulher que tentava permanecer forte em sua caminhada com Deus ao lidar com o marido alcoólatra. Elas ecoam o clamor de muitos cristãos. Por anos, ela pediu a Deus que o transformasse, mas isso nunca aconteceu.

Todos os Seus benefícios

Uma dificuldade recorrente em nossa jornada da vida é nos tornarmos tão focados no que precisamos no momento, que nos esquecemos do que já temos. Lembrei-me disso quando o coral de nossa igreja cantou um belo hino baseado em Salmo 103. “Bendize, ó minha alma, ao Senhor, e não te esqueças de nem um só de seus benefícios” (v.2). O Senhor nos perdoa, cura, redime, provê, satisfaz e renova (vv.4,5). Como poderíamos esquecer isso? Contudo, frequentemente o fazemos quando os acontecimentos da vida diária desviam nossa atenção para necessidades prementes e imediatas, falhas recorrentes e circunstâncias que parecem fora de controle.

Ele responderá

Exultei ao encontrar a página do Twitter de minha atriz coreana favorita e lhe deixei uma nota. Criei a melhor mensagem que pude e esperei pela resposta, mas sabia ser improvável recebê-la. Uma celebridade como ela recebia uma enorme quantidade de cartas de fãs todos os dias. Ainda assim, esperei que ela respondesse. Mas fiquei desapontada.

A Palavra concede alegria

O que tem guiado sua vida? Tanta gente se guia por ideias, sentimentos, filosofias. Muitos acreditam que o Universo conspira a seu favor. Alguns leem os traços das palmas das mãos, outros se orientam pela forma como os búzios são jogados: aleatoriamente. Há, ainda, os que se alegram com a ilusão dos recados das pré-existências.