Our Authors

ver tudo

Articles by Joe Stowell

Escolhas

Certa vez, um amigo me disse: “Compreendi que minha vida não é constituída pelos sonhos que tenho, mas pelas escolhas que faço.”

Fora de proporção

É impossível esquecer o momento em que tirei uma foto com um dos grandes profissionais do basquetebol. Nunca me considerei baixinho, até ficar ao lado de um jogador de 2,15 metros. A minha cabeça ficava abaixo dos braços dele, e repentinamente compreendi que não era tão alto quanto pensava, pelo menos não quando estava ao lado de Shaquille O´Neal!

O lanche de um menino

Certa vez, cometi o erro de pensar que poderia comer sozinho um bife de 800 gramas, num restaurante. O que não consegui comer, levei para casa. E pensei: Pelo menos vou ter outro banquete.

Lança o teu pão sobre as águas

ABíblia fala muito sobre pão, mas a que pão o autor de Eclesiastes se refere? Que tipo de pão é esse que deve ser lançado sobre as águas?

Na vizinhança

Havia muita movimentação em nosso bairro. Um famoso jogador de futebol havia mudado a apenas duas casas para baixo da nossa. Nós o conhecíamos pela televisão e líamos sobre sua grande habilidade em campo, mas nunca pensamos que ele escolheria nosso bairro para morar. Inicialmente, nossas expectativas eram de que seria bom tê-lo entre nós e que nos tornaríamos grandes amigos. Mas, obviamente, sua vida era muito ocupada para qualquer um de nós o conhecermos pessoalmente.

Lembre-se do embrulho

Em nossa casa, alguns costumes relacionados ao Natal são os mesmos a cada ano. Entre eles está o apelo de Marta, minha esposa, aos filhos e netos quando eles abrem seus presentes: “Guardem o papel, podemos usá-lo no próximo ano!” Marta adora dar belos presentes, mas ela também aprecia a embalagem. A apresentação faz parte da beleza do presente.

De que lado você está?

No calor da Guerra Civil Americana, um dos conselheiros do presidente Lincoln disse que era grato por Deus estar do lado da União. Lincoln respondeu: “Senhor, minha preocupação não é se Deus está do nosso lado; minha maior preocupação é estar do lado de Deus, porque o Senhor está sempre certo.”

Amor enraizado

Ao pensar nas maravilhas da divina criação, fico extasiado pela sequoia-gigante. Estas árvores gigantescas da floresta podem atingir alturas em torno de 90 metros com diâmetro que excede os seis metros. Elas vivem mais de três mil anos e são inclusive resistentes ao fogo. Na verdade, os incêndios nas florestas abrem as pinhas das sequoias, distribuindo suas sementes no solo da floresta fertilizado pelas cinzas. Talvez o fato mais surpreendente é que as raízes destas árvores se aprofundam a quase dez metros do solo e resistem aos fortes ventos. Sua força está no entrelaçamento de suas raízes com a de outras sequoias, provendo força mútua e recursos compartilhados.

A honra de seguir

Enquanto visitava Jerusalém, um amigo meu viu um rabino idoso passando pelo Muro das Lamentações. O interessante com relação a esse idoso rabino eram os cincos jovens que andavam atrás dele. Eles também caminhavam curvados para frente, mancando — exatamente como o seu rabino. Um judeu ortodoxo que os observasse saberia exatamente porque eles estavam imitando o seu mestre. Eles eram “seguidores”.

Tire as mãos!

Lembro-me de brincar de morder a maçã quando era criança; um jogo que exigia que minhas mãos estivessem amarradas para trás. Tentar apanhar uma maçã com os dentes enquanto ela flutuava na água sem usar as mãos era uma experiência frustrante. Isto me lembrou da importância vital de nossas mãos — precisamos delas para comer, cumprimentar e para fazer praticamente tudo o que é essencial para a nossa existência.

Limpeza interior

Até hoje consigo ouvir minha mãe me mandando limpar meu quarto. Em obediência, eu entrava nele para iniciar o processo, mas simplesmente me distraía lendo o gibi que deveria empilhar com os outros. Mas em pouco tempo, a distração era interrompida pelo aviso de minha mãe de que ela chegaria em cinco minutos para inspecionar o aposento. Incapaz de limpá-lo bem naquele espaço de tempo, eu escondia no guarda-roupa tudo o que não sabia que destino dar; arrumava a cama e então aguardava ela entrar — esperando que não olhasse lá dentro.

Vida no reino — Parte 1: Adotando as virtudes do Rei

Dois erros podem ser cometidos quando consideramos o reino de Deus. Podemos pensar no governo de Cristo sobre a terra apenas em termos futuros ou podemos buscar a influência de Seu poder e autoridade apenas no presente. Em trechos do livro Eternity: Reclaiming A Passion For What Endures (Eternidade: paixão por aquilo que persiste) o autor Joe Stowell mostra a…

Tópicos relacionados

> Estudos

Páscoa e o perdão de Deus

A morte de Cristo teve alcance ilimitado e por Ele recebemos o perdão pelos pecados passados, presentes e futuros. O perdão de Deus é de uma vez por todas e completo.

Família dos sonhos?

A autora, Elisa Morgan, diz que nós aceitamos o mito da família perfeita e afirma: “Promessas prontas a respeito da família podem ter surgido com boas intenções, mas esta forma de pensar não é realista, em nada ajuda e nem faz bem.”

A família é uma instituição imperfeita. Pessoas desestruturadas se tornam pais desestruturados que constroem famílias sem estrutura. Mas, na…

Os dois ladrões

No ano 33 d.C. a crucificação de três homens mudou o curso da história. Seus executores martelaram lhes os pulsos e tornozelos. Cena comum naquela época, e ainda falamos sobre elas hoje. Um deles morreu sentindo-se culpado e com culpa sobre si. Outro morreu como pecador, mas sem a culpa sobre si. O terceiro morreu com a culpa sobre si,…

> Pão Diário

Felicidade e santidade

Na Universidade de Harvard, pode-se fazer um curso sobre felicidade. Essa matéria é popular e ajuda os estudantes a descobrir “como ser feliz”, afirma o professor.

Jogo de culpa

Um funcionário público está processando o município por danos, depois de ter ele mesmo batido com um caminhão da prefeitura em seu próprio carro estacionado. Ele argumenta que “o veículo da prefeitura danificou seu veículo particular”, e por isso o município lhe deve aproximadamente sete mil reais. Por mais ridículo que isso possa parecer, culpar os outros tem sido uma característica básica do ser humano, desde o início.

Escolhas

Certa vez, um amigo me disse: “Compreendi que minha vida não é constituída pelos sonhos que tenho, mas pelas escolhas que faço.”