Our Authors

ver tudo

Articles by Cindy Hess Kasper

Muralha de unificação

Os muros dividem. A Grande Muralha da China foi construída como proteção contra as tribos saqueadoras. Aquela linha notável de defesa, de 6.400 quilômetros, cercou toda a Ásia, e grande parte dela ainda existe. Em contraste, o Muro de Berlim mantinha as pessoas do lado de dentro, e não de fora. A sua destruição, em 1989, uniu as pessoas numa alegre celebração.

O que Deus nos deve

Conta-se a história de um comerciante que vendia rosquinhas por 50 centavos cada, numa banca na esquina de uma rua. Um praticante de cooper passava correndo, jogava algumas moedas no balde, mas não levava nenhuma rosca. Fez isso todos os dias, por alguns meses. Certo dia, quando o corredor estava passando novamente, o vendedor o parou. “Provavelmente você quer saber por que sempre lhe dou dinheiro e nunca levo uma rosca, não é?”, disse o corredor. “Não”, respondeu o vendedor. “Só queria informar que o preço das roscas agora é 60 centavos.”

Dom da graça

Uma mulher contou-me que, quando pequena, as crianças da vizinhança não podiam brincar com ela porque não frequentava uma igreja. Mais tarde, ao se tornar cristã, sua mãe lhe perguntou: “Você não vai começar a agir como se fosse melhor do que todos nós, não é?” A mãe dela tinha a impressão errada do que é ser cristã por causa de seus vizinhos.

Estou com Ele

Meu esposo tem uma camiseta estampada com o desenho de uma ovelha caminhando em apenas duas pernas em direção a um lobo, que está impedindo a passagem pelo portão.

Uma obra em andamento

Pablo Casals foi considerado o mais ilustre violoncelista na primeira metade do século 20. Ele ainda tocava seu violoncelo apesar de sua idade avançada, quando um jovem repórter perguntou: “Senhor Casals, o senhor está com 95 anos de idade e é o maior violoncelista que já existiu. Por que o senhor ainda estuda violoncelo seis horas por dia?”

Adversário derrotado

O leão que ruge é o legendário “rei da selva.” Mas os únicos leões que muitos de nós veem são os felinos letárgicos nos zoológicos. Seus dias são repletos de muito descanso e seu jantar é servido sem que tenham que levantar uma única pata.

Primeira reação

Quando meu marido, Tom, foi levado ao hospital para uma cirurgia de emergência, comecei a telefonar para os membros da família. Minha irmã e seu marido vieram imediatamente para ficar comigo e oramos enquanto esperávamos. A irmã de Tom ouviu minha voz ansiosa no telefone e disse no mesmo instante: “Cindy, posso orar com você?” Quando meu pastor e sua esposa chegaram, ele também orou por nós (Tiago 5:13-16).

Enraizado

Joás provavelmente se sentiu confuso e assustado quando soube das obras perversas de sua avó Atalia. Ela havia assassinado os irmãos dele para usurpar o poder ao trono de Judá. Mas o bebê Joás fora escondido em segurança pelos tios durante seis anos (2 Crônicas 22:10-12). À medida que ele crescia, desfrutava do amor e da instrução de seus cuidadores. Quando estava com apenas 7 anos, o menino foi coroado rei secretamente, e a avó foi destronada (23:12-15).

Quebrado, mas lindo

Recentemente minha filha me mostrou sua coleção de vidros marinhos. Também conhecidos como vidros de praia, os variados pedaços de vidro coloridos são, às vezes, peças de cerâmica, mas muitas vezes são pedaços de garrafas de vidro quebradas. Originalmente, o vidro tinha sua finalidade, mas casualmente foi jogado fora e se quebrou.

Com boa aparência!

Certo dia, após experimentar meus novos óculos de sol no carro, minha filha os entregou de volta e disse: “Estes não são óculos de sol, mamãe. São apenas lentes da moda. Deixe-me adivinhar”, provocou ela, “você os comprou porque fica bonitinha com eles”.

Era uma vez

Algumas pessoas dizem que a Bíblia é simplesmente uma coleção de contos de fadas. Um menino que mata um gigante. Um homem engolido por um grande peixe. A experiência de Noé ao construir a arca. Até mesmo alguns religiosos pensam que estes eventos são apenas histórias bonitas com uma moral.

Páscoa todos os dias

Uma amiga minha, que é professora de pré-escola, ouviu por acaso uma conversa animada entre seus alunos. A pequena Maria lançou a pergunta: “Quem ama a Deus?” Todos eles responderam, “Eu amo! Eu amo! Eu amo!” Guilherme disse, “Eu amo Jesus.” Kelly protestou, “Mas Ele morreu.” Guilherme retrucou, “Sim, mas todos os anos Ele ressuscita dos mortos no Domingo de Páscoa!”

Tópicos relacionados

> Estudos

Páscoa e o perdão de Deus

A morte de Cristo teve alcance ilimitado e por Ele recebemos o perdão pelos pecados passados, presentes e futuros. O perdão de Deus é de uma vez por todas e completo.

Família dos sonhos?

A autora, Elisa Morgan, diz que nós aceitamos o mito da família perfeita e afirma: “Promessas prontas a respeito da família podem ter surgido com boas intenções, mas esta forma de pensar não é realista, em nada ajuda e nem faz bem.”

A família é uma instituição imperfeita. Pessoas desestruturadas se tornam pais desestruturados que constroem famílias sem estrutura. Mas, na…

Os dois ladrões

No ano 33 d.C. a crucificação de três homens mudou o curso da história. Seus executores martelaram lhes os pulsos e tornozelos. Cena comum naquela época, e ainda falamos sobre elas hoje. Um deles morreu sentindo-se culpado e com culpa sobre si. Outro morreu como pecador, mas sem a culpa sobre si. O terceiro morreu com a culpa sobre si,…

> Pão Diário

Jogo de culpa

Um funcionário público está processando o município por danos, depois de ter ele mesmo batido com um caminhão da prefeitura em seu próprio carro estacionado. Ele argumenta que “o veículo da prefeitura danificou seu veículo particular”, e por isso o município lhe deve aproximadamente sete mil reais. Por mais ridículo que isso possa parecer, culpar os outros tem sido uma característica básica do ser humano, desde o início.

Escolhas

Certa vez, um amigo me disse: “Compreendi que minha vida não é constituída pelos sonhos que tenho, mas pelas escolhas que faço.”

Morto ou vivo

Visitantes de todo o mundo esperam em longas filas, dia após dia, para visitar a tumba de Lenin e ver seu corpo embalsamado. Embora ele tenha morrido em 1924, seu cadáver aparentemente não sofreu decomposição. Apresenta o aspecto de como era quando vivo. Porém é, sem dúvida, enganoso. Artistas habilidosos monitoram o cadáver preservado, colorindo artificialmente seu rosto e usando massa para preencher qualquer linha ou o menor sinal de decomposição.