Arquivos: 20 de novembro de 2012

Não Abandonado

Certa mãe procurava um livro numa biblioteca local com sua balbuciante filha de quatro meses, quando um senhor idoso lhe disse rudemente para aquietar seu bebê ou ele o faria. A mãe respondeu: “Lamento muito pelo que possa ter ocorrido em sua vida para perturbar-se com um bebê feliz, mas não direi a meu bebê para calar-se e também não deixarei que o senhor o faça.” O homem abaixou a cabeça, desculpou-se e contou-lhe a história de como, há mais de 50 anos, seu filho morrera em decorrência da síndrome da Morte Súbita Infantil. Ele reprimira seu pesar e raiva todos aqueles anos.